sexta-feira, abril 26, 2013

O trabalho com redes sociais 1: sim, bibliotecários também são experts na área, com Jorge do Prado



Jorge do Prado






Para quem ainda tinha dúvidas, está definitivamente enterrada aquela visão do bibliotecário arredio às pessoas, à convivência social, descolado de seu contexto histórico-cultural e avesso à tecnologia. Jorge do Prado, expert em redes sociais e midias digitais, conversou gentilmente com a Monitoria sobre a atuação nas redes e o domínio da comunicação online. Acompanhe:








Um caso bem-sucedido de advocacy: adolescentes lotam biblioteca para ... ler!





É o sonho de todo professor: ver seus alunos disputando livros na biblioteca e lendo com prazer. Sabemos que isso também é o objetivo dos bibliotecários que trabalham em bibliotecas escolares. Impossível? Não para Mônica Sampaio, bibliotecária formada pela FESPSP, que viu esse “milagre” acontecer em sua biblioteca depois que foi à luta com uma campanha de advocacy.










A Comunidade e as Bibliotecas: Carol Brey-Casiano


Carol Brey-Casiano
Inédita parceria entre o Consulado dos Estados Unidos e a FESPSP trouxe a palestra “ Bibliotecas e a comunidade”, com Carol Brey-Casiano, Diretora Regional dos Centros de Informações e Pesquisas das embaixadas dos Estados Unidos no Brasil, Colômbia, Paraguai e Venezuela, junto ao Departamento de Estado Americano.










Emprestar cds, filmes, livros, pessoas... Pessoas???



"Cada pessoa tem uma história. Cada história merece ser contada."




Sim, emprestar pessoas! Esta é a proposta do projeto Human Library, que começou na Dinamarca em 2003 e já passou por vários países. Juliana Simões França explica como ele funciona e qual o seu propósito:












O trabalho com redes sociais 2: a importância dos tesauros, com Michely Vogel






Michely Vogel tem estudado tesauros desde 1999, quando fez estágio com Nair Kobashi. Continuou seus estudo no ano seguinte, com um projeto de iniciação científica voltado para tesauros funcionais. Esta trajetória, ainda na graduação, resultou em seu TCC. Nesta entrevista gentilmente concedida por email, Michely, professora de pós-graduação da FESPSP, discute a  aplicação e importância dos tesauros para os profissionais da informação no gerenciamento das redes sociais e desfaz mitos: somos seres sociais e analíticos. Acompanhe:



sexta-feira, abril 19, 2013

O trabalho com Gerenciamento Eletrônico de Documentos





Mariana Araújo, aluna de Biblioteconomia da FESPSP, trabalha com Gerenciamento Eletrônico de Documentos e explica por quê ele deve ser integrado à rotina de qualquer unidade de informação. Acompanhe:




 

Contação de histórias ensina, diverte e agrega alunos

Aunos participam e se divertem com a contadora Marili Alexandre



Preparar um TCC não é só trabalho duro o tempo todo. Também há momentos de diversão e muitas gargalhadas, como na aula de Projetos Culturais na última sexta feira. Com duas palestras sobre contação de histórias, promovidas pela aluna Érika Ike, do 5º semestre noturno, em parceria com a professora Tânia Callegaro, o quinto andar balançou com tantas risadas.



Bibliotecas sem livros avançam nos EUA: uma tendência para quem?





A cultura digital já atingiu 5 bibliotecas acadêmicas e uma biblioteca pública nos Estados Unidos: nenhuma delas guarda acervo de livros físicos. Suas espaçosas áreas, antes tomadas por estantes e mais estantes, foram convertidas em multi-ambientes para leitura, grupos de estudo e uso dos portáteis disponíveis, que vão de laptops a variadas versões de iPad e Kindles. 





quinta-feira, abril 18, 2013

Normatizando com o Parra - 2







Adrian Parra, do 7º semestre noturno, explica neste artigo como formatar no Word 2007 alguns elementos pré-textuais do seu projeto de pesquisa ou TCC. Acompanhe:





segunda-feira, abril 15, 2013

“Estamos fazendo política o tempo inteiro”



Professora Mercês ensina também com sua trajetória política de vida

Professora Mercês


A professora Maria das Mercês Apóstolo conversou com a Monitoria sobre sua rica trajetória política de vida e dá algumas dicas de como podemos melhorar nossa participação política: “o caminho é ler muito, ler os clássicos, formar um fundamento teórico interessante a partir do qual você pode criticar”, afirma. Acompanhe:




sexta-feira, abril 12, 2013

O trabalho em atendimento e serviço de referência em bibliotecas



Leandro no seu posto de atendimento

Leandro Hauser, aluno do 5º semestre noturno, trabalha na biblioteca da Câmara Municipal de São Paulo e entre suas atividades está o atendimento ao público, composto principalmente por estagiários de direito que trabalham na casa e cidadãos. A biblioteca é especializada, com seu acervo jurídico, mas de acesso público.
Os vereadores mesmo nunca passam por lá, nem mesmo para retirarem livros apenas por prazer, sem necessariamente terem um projeto de lei para ser estudado. 




Cansado de PowerPoint?




Não é só você. O popular software de apresentações da Microsoft tem angariado alguns desafetos pelo mundo, especialmente na Suíça. No pequeno e rico país europeu, com o 19º PIB para uma população de 8 milhões de pessoas,  um movimento que se coloca contra softwares como o PowerPoint tem status de partido político, com uma plataforma que defende o fim de softwares de apresentação como o PowerPoint porque prejudicam a economia suíça e mundial.
Bizarro? Sem dúvida, mas mesmo assim há ótimas alternativas à onipresença da Microsoft. Gustavo Moura, que não é do Anti-Power Point Party, mostra a boa aplicação do Prezi e recomenda o aplicativo em flash para a sua próxima apresentação. Acompanhe:

quarta-feira, abril 10, 2013

Estão abertas as incrições para o PIBIC 2013-2014


A seleção de projetos para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (PIBIC-FESPSP), para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PIBIC-CNPq) e para o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC) já estão abertas.O prazo final para entrega de projetos é dia 07 de junho. Escolha seu orientador e veja como concorrer:




segunda-feira, abril 08, 2013

Entrevista: Professora Renate Landshoff dá dicas para tirar o máximo da Gestão do Conhecimento



Professora Renate Landshoff

 A Gestão do Conhecimento está aí para beneficiar organizações de todos os tipos, mas ainda não é explorada na sua totalidade, inclusive pela academia. Quem dá o toque é A Professora da FaBCI-FESPSP Renate Landshoff. A também Diretora Executiva da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento falou sobre com melhorar a atuação nos meios tecnológicos em entrevista gentilmente concedida por email para o blog da Monitoria Científica:





sexta-feira, abril 05, 2013

Pesquisa Monitoria Científica FaBCI-FESPSP




“Vamos juntos, traz toda a luz que tiveres, não te esqueças do arço-íris que escondeste no porão

Thiago de Mello em Para repartir com todos.

  Fechamos este Mês dos Bibliotecários com chave de ouro compondo os perfis do bibliotecário-gestor em biblioteca pública e do bibliotecário-gestor público, com importantes atuações que dizem muito sobre nossa identidade.




Professoras Doutoras do curso de Biblioteconomia, Valéria Valls e Vânia Funaro, participam de banca examinadora de concurso na USP


As professoras Vânia Funaro e Valéria Valls participaram de uma importante atividade acadêmica na semana da Páscoa.
Professora Doutora Valéria Valls
 Foram convidadas para fazer parte de uma banca examinadora para o provimento de uma vaga no concurso de Professor Doutor do Departamento de Educação, Informação e Comunicação da USP de Ribeirão Preto. O concurso foi realizado de 25 a 28/03/2013 e contou com seis candidatos, todos professores doutores concorrendo a uma vaga para a área de Serviços de Referência e Redes de Informação. O concurso foi realizado em várias etapas incluindo uma prova escrita, uma prova didática (aula), análise do memorial dos candidatos e arguição pública. Todas essas etapas são realizada para garantir uma escolha isenta e segundo critérios objetivos de seleção. Além das professoras da FaBCI participaram também dois professores da USP (um de Ribeirão e outro de São Paulo) e outra professora da Universidade Federal do Paraná.
                                                                                   
Depoimento da Valéria: "Foi a primeira vez que eu participei de um concurso dessa natureza, na condição de membro de banca. Foi uma experiência muito importante especialmente pela grande responsabilidade de escolher um colega para ingressar como docente da USP. O mais legal desse concurso foi o clima de companheirismo e troca de experiência dos membros da banca, mesmo com o trabalho cansativo, conseguimos manter um ótimo clima e tenho certeza que a candidata escolhida será uma excelente professora na área de Biblioteconomia".


Conforme o edital do concurso, o candidato deveria dominar os seguintes tópicos do programa:

 1. Serviços de referência e informação: características, funções,
processos e atribuições.
2. Serviços de referência e informação: tecnologia da informação e
comunicação.
3. Serviços de referência e informação: qualidade e avaliação.
4. Produtos e serviços de informação.
5. Disseminação seletiva da informação.
6. Biblioteca digital: características, cenário e perspectivas.
7. Estudo do usuário.
8. Estudo de comunidade.
9. Gestão de unidades, sistemas e redes de informação.
10. Redes de informação: natureza, organização, planejamento,
desenvolvimento e avaliação.
11. Redes de informação: recursos materiais, tecnológicos,
humanos e de informação.

Além disso, no memorial, deveria apresentar os trabalhos publicados em revistas científicas e as atividades pertinentes ao tópico do concurso que já realizou. E também deveria apresentar um projeto de pesquisa no tema e provar ser portador do título de Doutor pela USP.
Para a contratação, sujeita a um regime de dedicação exclusiva, ministrando aulas nos período matutino e noturno, o candidato melhor preparado receberá um salário de R$ 8.715,12.


Deixando a zona de conforto: oportunidades para bibliotecários



Mesa debatedora de "Deixando a zona de conforto"
No último dia 28 de março, aconteceu um excelente momento de discussão sobre lideranças e formação de líderes em Biblioteconomia e Ciência da Informação na Biblioteca de São Paulo.

  A ação se dividiu em duas partes: na primeira, via videochat, Maureen Sullivan, presidente da ALA (American Library Association, ou a Associação Americana de Bibliotecas), apresentou o tema “Deixando a zona de conforto: oportunidades para bibliotecários” e logo em seguida Adriana Ferrari, vice-presidente da FEBAB e coordenadora de Unidade de Bibliotecas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, Adriana Ferrari; Sueli Nemem Rocha, diretora da Biblioteca Monteiro Lobato e coordenadora do curso técnico de Biblioteconia do SENAC e a adida  cultural do consulado dos Estados Unidos, Danna Van Brandt, debateram o tema com o público de aproximadamente 70 pessoas.


Entrevista Wellington Rodrigues, do Biblioteconomia Vagas de SP



Wellington




Wellington Ferreira Rodrigues é o administrador do blog Biblioteconomia Vagas de SP, site de oferta de vagas para Biblioteconomia e Ciência da Informação específico para São Paulo e com presença crescente na web. Em entrevista gentilmente cedida à Monitoria Científica, o ex-aluno da FESPSP conta como tem desenvolvido seu trabalho: muito estudo, muitas leituras, uma pós em Gestão Web, e domínio de ferramentas de SEO para maior visualização de seu site. Confira:











Eleições: nova diretoria do C.A. Rubens Borba de Moraes assume



A aluna Angélica em votação

Esta semana, nos dias 02 e 03 de abril a comunidade 
FaBCI elegeu a nova diretoria do Centro 
Acadêmico Rubens Borba de Moraes. Com chapa única batizada "Borba 2013",  o voto foi referendado com o mínimo de 50% +1 e legitimou o novo quadro com alunos do noturno, de todos os semestres. 










Normatizando com o Parra 1



Olá pessoal, meu nome é Adrian, sou aluno do sétimo semestre matutino e nesta coluna vou falar sobre um assunto que muitas pessoas têm dificuldades: normatização.

Minha ideia é a de apresentar as normas ABNT e como aplicá-las no Microsoft Word 2007 e posterior (e se eu conseguir, nas versões 2003 e anteriores também). Lembrando que a FESPSP possui um manual de TCC que você encontra aqui:


O que significa que, além de obedecer às normas ABNT, também é necessário observar se há alguma discrepância com o manual, pois há algumas divergências entre eles, que serão observadas em seu devido tempo.

Nesse primeiro post, não irei falar da formatação em si, mas sim apresentar as partes dos trabalhos acadêmicos, e logo após, apresentarei uma espécie de cronograma que tentarei seguir.
Segundo a ABNT 14724:2011, um trabalho acadêmico possui duas partes, a externa e a interna, sendo que a interna se divide em elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais. Como na imagem abaixo:


A partir da figura é possível criar uma ordem lógica do que precisamos. Então faremos o seguinte:
Margeamento, fonte e outras coisas “gráficas”, parte externa e página de rosto (ABNT 12225 e 14724).

Restante das partes pré-textuais (ABNT 6024, 6027, 6028 e 14724).
Elementos textuais (ABNT 10520 e 14724).
Elementos pós-textuais (ABNT 14724 e 6023).

Esses são os tópicos que pretendo seguir. Pensando nisso agora parece pouca coisa, mas se eu perceber que os posts estão ficando muito grandes, irei dividi-los.
Para finalizar, se a sua reação quando viu esse post foi de legal, gostei vou acompanhar a série, deixe um comentário, assim eu me animo em continuar. 

Se a sua reação é “hmmm, conheço tal pessoa que precisa aprender mais sobre isso”. Compartilhe!
Se sua reação é “AdrianPeloAmorDeDeusEuPrecisoAprenderAFazerTalCoisaPraOntem!” deixa um comentário e eu irei tentar abordar o problema.

Se sua reação é “Aff eu não gosto de normalizar e nem quero saber de norma, prefiro que alguém faça para mim”. Entre em contato e a gente pode combinar um preço ;)

Se você saber fazer essas coisas em Word 2003 ou Google Docs, entre em contato (se você é da turma de 2011 ou posterior você pode ganhar horas complementares)!

Adrian Parra é aluno do 7º semestre matutino