sexta-feira, setembro 27, 2013

TCC: Flávia, Paula e Rebeka falam sobre o CRAI/CRIPE


 
Rebeka, Paula e Flávia

Uma biblioteca-laboratório. Bibliotecários tutores de alunos em sua aprendizagem. Um apoio para o desenvolvimento de projetos. O CRIPE (Centro de Recursos Informacionais para a Pesquisa e Ensino) é tudo isso e muito mais. As alunas Flávia de Deus Silva, Paula Watanabe Martins e Rebeka Lopes Savickas, do oitavo semestre matutino e noturno, estão preparando seu TCC sobre esta novidade em apoio para ensino e pesquisa:

quinta-feira, setembro 26, 2013

Paulicéia Literária homenageia Lygia F. Telles



Lygia F. Telles é a homenageada no Paulicéia Literária

Imersos na leitura de “As meninas”, romance de Lygia Fagundes Telles,  para mais um trabalho temático, os alunos do segundo semestre não poupam esforços para conhecer a fundo todo o mundo criativo da escritora. Fábio Machado, do segundo semestre noturno, foi ao Paulicéia Literária no último sábado e nos conta um pouco sobre a bonita homenagem feita à autora:

Milionários que investem em bibliotecas



Você arriscaria um palpite que lugar é este da foto ao lado? Uma casa de shows, certamente.... um famoso teatro, talvez? Ou um grande ginásio de esportes em algum país europeu. Uma dica: ele foi financiado por um milionário da indústria do alumínio e fica dentro de uma universidade...




O olhar e o pensar de Claudio Marcondes


 
Cláudio Marcondes de Castro Filho, bibliotecário formado pela FESPSP, mestre e doutor pela ECA/USP, foi o pioneiro a aplicar no país o modelo espanhol CRAI. Em entrevista exclusiva gentilmente concedida à MC por email, o professor Claudio falou sobre o projeto CRIPE, perspectivas em pesquisa na área de Ciência da Informação e o lançamento de seu livro “Olhares sobre a atuação do profissional da Ciência da Informação”:






terça-feira, setembro 24, 2013

Bibliotecas digitais em debate



No 6º Colóquio de Bibliotecas Digitais que aconteceu na semana passada no Sesc Vila Mariana, mais uma rodada de apresentações de plataformas para oferta de conteúdos digitais. Nesta edição, foram apresentadas dois novos lançamentos no Brasil: a francesa Culturethèque e a plataforma alemã Online




sábado, setembro 21, 2013

Especial TCC: Bruno e os fanzines nas bibliotecas públicas



Bruno de Carvalho



Neste mês de celebração da cultura independente na rede municipal da cidade, Bruno de Carvalho, do sexto semestre matutino, prepara seu TCC sobre a inserção de fanzines nos acervos de bibliotecas públicas. A MC conversou com Bruno sobre o desenvolvimento da sua pesquisa:










sexta-feira, setembro 20, 2013

Outubro vai ferver !!!

O mês de outubro vai ferver: as altas temperaturas, agora típicas da primavera também, vão incendiar a comunidade FESPSP e o mercado para os profissionais da informação em geral com os eventos que prometem as melhores discussões, ideias e diversão. Anote na agenda e não perca nenhum deles:





Gestão do Conhecimento na prática, com a professora Maria Rosa Crespo



Professora Maria Rosa Crespo

Como efetivamente criar e gerir conhecimento na empresa? O que é, afinal, a Gestão do Conhecimento? A professora Maria Rosa Crespo, pesquisadora do tema, conversou com a MC sobre os benefícios de se integrar uma empresa sob esta abordagem, com exemplos reais. Sob a Gestão do Conhecimento, é possível fazer com que “os colaboradores conversem entre si, desmanchem barreiras, derrubem preconceitos”, afirma a professora. Leia na entrevista a seguir:


A importância do orientador para o orientando ...



...e do orientando para o orientador


Grazielli de Moraes Silva e a professora Carla Diéguez fazem algumas considerações importantes na hora de se escolher um orientador para seu trabalho de conclusão de curso:











sexta-feira, setembro 13, 2013

e-books nas bibliotecas: entrevista com Liliana Serra



Liliana Serra

Os e-books invadem as prateleiras das livrarias virtuais e a vida real: estão preenchendo as vidas de usuários de transportes públicos, amigos almoçando em quiosques nos shopping centers e... em bibliotecas! Liliana Giusti Serra, bibliotecária e especialista em Gerência de Sistemas pela FESPSP, defende que o bibliotecário deve se familiarizar com a tecnologia antes de inserí-la em sua instituição. A colunista do site Revolução eBook e do Infohome conversou sobre esta e outras questões na entrevista abaixo, gentilmente concedida por email:






TCC: DOI, com Érica e Odílio



A individualização de cada item produzido em ambiente digital pode facilitar seu armazenamento e recuperação. Érica Ike e Odílio Moreira Jr. estão desenvolvendo seu TCC sobre um sistema de registro que atende a essas necessidades: DOI, ou Digital Object Identifier. Veja os detalhes deste trabalho na entrevista a seguir:

Oficina “Ler, incluir e transformar”




 A capacitação para mediação de leitura para deficientes visuais ou bom baixa visão foi o tema da oficina da Fundação Dorina Nowill que aconteceu na FESPSP no final de agosto. A aluna Roselene dos Santos, do quarto semestre noturno, esteve por lá e nos conta os destaques do evento: 

sexta-feira, setembro 06, 2013

FESPoética: ação cultural permanente



Ricardo Vianna, do FESP Poética

Quando você entra no saguão da FESPSP  às quartas, mais ou menos umas 18h30, você dá de cara, e ouvidos, com poemas que mudam aquele instante de rotina e deixam uma delicadeza no ar. É o Ricardo Vianna, nosso querido bardo, que vem, generosamente, trazer um pouco de suavidade para quebrar a dureza da semana:





Bibliotecário em ação política: Rodolfo Targino



Rodolfo Targino

Rodolfo Targino, bibliotecário formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO) é editor adjunto da revista Biblioo e um dos nomes mais atuantes da área. Polivalente, tem um curriculum sólido, e como mestrando da Universidade Federal Fluminense (UFF) movimenta ainda mais o cenário brasileiro de profissionais da informação. Nesta entrevista gentilmente cedida por email, a MC explora um pouco de sua visão humanista e dinâmica:






TCC: Janete Marques e os direitos autorais


Janete Marques
A questão dos direitos autorais foi a nota polêmica na abertura da Bienal do Livro do Rio de Janeiro na semana passada. Longe de um consenso, editoras e governo protagonizam um embate sem fim devido às características muito complexas envolvidas. Mas,o que o bibliotecário tem a ver com isso? Tudo, claro. A historiadora Janete Marques, aluna do sexto semestre noturno, vai investigar em seu TCC um pouco dos porquês por trás de tanta controvérsia: