domingo, maio 31, 2015

1º Encontro internacional por um Brasil leitor acontecerá em São Paulo

Nos dias 12 e 13 de junho de 2015 acontece em São Paulo o "1º Encontro internacional por um Brasil leitor", que será realizado pelo Instituto Brasil Leitor em parceria com o Goethe-Institut.



Este encontro tem como principal objetivo compartilhar os aprendizados desenvolvidos no projeto Ler é Saber e trocar experiências do que tem sido desenvolvido no mundo no que diz respeito à questões de incentivo à leitura.


Confira a programação do evento neste link.


Para adquirir os ingressos clique aqui.

O evento será realizado no Goethe-Institut, Rua Lisboa, 974, Pinheiros, São Paulo, SP.

Projeto de incentivo à leitura de aluna da FaBCI pretende formar uma comunidade leitora em Suzano, SP

A aluna Juliana Gomes Figueiredo, do 3º semestre noturno tem desenvolvido um projeto voluntário de incentivo à leitura na Escola Estadual Profa. Jandyra Coutinho, no município de Suzano.

O projeto desenvolve atividades como contação de histórias, mediação de leitura; roda de discussão sobre as principais notícias da semana, oficinas temáticas (exposições / montagem de livros e ilustrações) ou sobre datas comemorativas; apoio às pesquisas escolares, cine - debate e palestras.

As atividades ocorrem aos sábados, e estão inseridas dentro do tema do Projeto Escola da Família deste ano (não sabe do estamos falando? então clique aqui).

O projeto "Semeando a Leitura" tem como objetivo principal formar um local dentro da comunidade adequado ao desenvolvimento de práticas de leitura e desenvolvimento cultural.



Para saber mais sobre o projeto acompanhe à página do Facebook clicando aqui.

Ficou interessado e acha que pode contribuir?

Você pode doar material de leitura ou até mesmo material para ser utilizado nas atividades, e quem sabem se tiver um pouco mais de tempo... desenvolver uma atividade bacana na comunidade!

Entre em contato conosco através do e-mail monitorcientificofabci@gmail.com e repassaremos o seu contato para a Juliana.

domingo, maio 24, 2015

5 anos da Lei 12.244

Em 24 de maio de 2010, foi aprovada a Lei 12.244 que versa sobre a obrigatoriedade de bibliotecas em todas as instituições de ensino, sejam elas públicas ou privadas.

                                                        

Com prazo de até 10 anos para ser cumprida, infelizmente, ainda não temos uma quantidade significativa de escolas que atendam à lei.

Esta precisa ser uma discussão constante, não só em sala de aula, mas também junto ao governo, às diretorias de ensino, às escolas e com toda a comunidade.

82 anos da FESPSP


Nossa querida Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo já é uma respeitosa octogenária, e no próximo dia 27 será realizado um evento para alunos, professores, coordenadores e funcionários para celebrar mais um ano de vida da nossa amada FESPSP.

Todos estão convidados para comemorar!

No período matutino será realizado um café as 08h30 e no período noturno um coquetel as 19h.







domingo, maio 17, 2015

Livros em pauta: congresso de literatura, quadrinhos, rpg e outras mídias nerds

No dia 30/05/2015 das 10h às 20h acontece em São Paulo o congresso "Livros em pauta". Este ano o evento está em sua 5ª edição, com o objetivo de aproximar autores, críticos literários, editores e leitores.

A entrada é gratuita e serão fornecidos certificados de participação para quem assistir as palestras.

Para saber mais sobre o evento confira o site http://livrosempauta.com.br/

                                               



A programação contará com atividades variadas e pode ser conferida à baixo:

11:00 às 12:30
Palestra “Leitura 100% – Como ler, extraindo o máximo de aproveitamento”
Palestrante: Alfer Medeiros

Palestra “Utilizando redes sociais para incentivar e promover a literatura”
Palestrante: Alice Reis

Palestra “RPG para iniciantes – Aprenda o essencial para jogar”
Palestrante: Átila Oliveira

Palestra “RPG e educação – Como usar o entretenimento em sala de aula”
Palestrante: Alan Uemura

Palestra “Crítica Literária: como fazer uma eficiente resenha de livro”
Palestrante: Renato Modernell
13:00 às 14:30

Encontro de escritores das coletâneas da Andross Editora com seus respectivos organizadores
Curadoria: Edson Rossatto

Clube do livro: bate-papo sobre a HQ “Um Contrato com Deus e outras histórias”, de Will Eisner
Curadoria: grupo Traçando Livros

Palestra ”Conceitos de feminismo no mangá – estudo de caso de Sailor Moon e outras obras”
Palestrante: José Carlos Júnior

Palestra “A volta ao mundo em 80 mil palavras – Como escrever livros jornalísticos sobre viagens nacionais e internacionais”
Palestrante: Miragaia René Angelino

Palestra “Direitos Autorais: princípios e conceitos básicos que todo escritor deve conhecer”
Palestrante: Lúcia Helena Bettini
15:00 às 17:00

Lançamento das antologias literárias da Andross Editora
Curadoria: Edson Rossatto

Palestra “Design editorial: princípios básicos para a construção visual de livros, impresso e digital. ”
Palestrante: Gledson Zifssak

Mesa-redonda “Línguas da imaginação – As bases das criações de idiomas ficcionais”
Debatedores: Cesar Patoulos, Natália Borges e Fernando Augusto Dias Afonso
Mediador: Bruno Anselmi Matangrano

Mesa-redonda “Eu conheço essa voz – Quem faz e como funciona a dublagem brasileira”
Debatedores: Denise Simonetto e Gonçalo Júnior
Mediador: Maurício Muniz

Mesa-redonda “O perfil atual do leitor brasileiro de quadrinhos”
Debatedores: Paulo Maffia, Rogerio Saladino e Ivan Barbieri
Mediador: Marcelo Naranjo

Mesa-redonda “Na tela é diferente: são pertinentes as mudanças nas adaptações para o cinema?”
Debatedores: Paulo Gustavo Pereira, Silvia Helena Penhalbel e Surya Bueno
Mediador: Eduardo Marchiori
17:30 as 19:00

Palestra ”Nuvem de livros: o atual panorama da interatividade on-line de consumidores de e-books”
Palestrante: Alessandra Barros Marassi

Palestra “Storytelling para games – Como criar histórias para as novas tecnologias”
Palestrante: Juliano Barbosa Alves

Mesa-redonda ”Financiamento coletivo – Como criar um projeto cultural com maiores chances de ser financiado”
Debatedores: Felipe Folgosi, Luciana Masini e Filipe Larêdo
Mediador: Wilson Simonetto

Mesa-redonda “O boom dos heróis no cinema: o público pode cansar?”
Debatedores: André Morelli e Clóvis Furlanetto
Mediador: Alan Uemura

Mesa-redonda “Futurologia da Ficção – A influência da imaginação fantástica na construção da realidade”
Debatedores: Marcello Simão Branco, Roberto de Sousa Causo e Paulo A. Zoppi
Mediação: Luciano Marzocca

O evento será realizado na FAPCOM - Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação
Rua Major Maragliano, 191 - Vila Mariana, São Paulo - SP

Departamento de Biblioteconomia e Documentação da USP realiza nova edição da série "O estado da arte"

No dia 19 de maio (terça-feira), as 14 horas , será realizada a quinta edição da série "O estado da arte", projeto idealizado com a missão de proporcionar uma visão atualizada sobre temas importantes para a sociedade, organizada pelo Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP, o tema desta edição é "Prostituição Acadêmica: o Modelo Brasileiro de Produção Científica", tese de doutorado de Moreno Barros, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Na palestra serão abordados temas como a governança acadêmica e a produtividade científica. Particularmente, será analisada a avaliação de mérito acadêmico utilizada pela CAPES.



A palestra será realizada no dia 19 de maio, terça-feira, às 14 horas, no Auditório Lupe Cotrim, localizado no 1º andar do prédio central da ECA, Cidade Universitária da USP

Para saber mais e realizar sua inscrição de gratuitamente clique aqui.

terça-feira, maio 12, 2015

Revista de Estudios Brasileños abre prazo para envio de artigos científicos



A Revista de Estudios Brasileños (REB) está aceitando artigos e resenhas para publicação no próximo exemplar do periódico.

A revista semestral é resultado de um convênio da Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Salamanca (USAL) e a Universia, que fornece a plataforma para publicação na web.

A revista tem por objetivo a publicação de material original que configure a identidade do Brasil, abrangendo as áreas de Humanidades, Ciências Sociais e Jurídicas.

Atenção:

Os artigos enviados até 24/05/2015 serão avaliados para a publicação de número 03 da REB;

Os artigos enviados até 18/09/2015 serão avaliados para a publicação de número 04 da REB;

Os interessados em publicar na REB podem enviar email para reb@usal.es.

Para maiores informações sobre as regras para publicação clique aqui.

domingo, maio 10, 2015

A brinquedoteca e a classificação Aarne-Thompsom

No ano de 2015 há uma particularidade sobre os ingressantes do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da FaBCI que poucos sabem... muitos deles tem a "biblio" como segunda graduação. Jornalistas, turismólogos, professores, sociólogos, designers e tantos outros que enxergam na Biblioteconomia um canal de expansão e aprimoramento. Mas não devemos esquecer dos nossos queridos técnicos, em especial aos técnicos em biblioteca, que auxiliam o trabalho em unidades de informação.

Uma de nossas alunas, já técnica em biblioteca e colaboradora da Monitoria Científica, Paola Marinho, desenvolveu uma excelente pesquisa de conclusão de curso, quando obteve seu certificado na ETEC Parque da Juventude em 2014.

Sua pesquisa teve como tema central a brinquedoteca, mas sob um olhar um pouco diferente do convencional, pois, ao invés de simples brinquedos, seu TCC aborda o material bibliográfico como instrumento pedagógico de desenvolvimento motor e sociabilização, e para isto há o estudo de caso na brinquedoteca-laboratório do curso de pedagogia da Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior (FAPPES), pensando no tratamento, organização e recuperação da informação, Paola e sua colega de formação técnica Gabriela Carnaes, propõem a utilização do Sistema de Classificação Aarne-Thompsom, criada em 1910  que dispõe-se a realizar a preservação e o estudo de aspectos culturais e folclóricos presentes em contos de fadas de diversas regiões e épocas, levando em conta as características particulares dos gêneros e das histórias em si, o que permite uma classificação especial, este tipo de classificação é amplamente utilizada em países europeus.

O resultado deste riquíssimo trabalho de conclusão de curso de nível técnico foi intitulado "Brinquedo de ler: o processo de organização, tratamento e recuperação da informação do acervo de livros infantis da brinquedoteca universitária da Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior (FAPPES)"

Confira um resumo em vídeo do trabalho.



sábado, maio 09, 2015

Novo regulamento para as Atividades Complementares

O Regulamento de Atividades Complementares versão 2015 já está disponível para consulta.

Atividades Complementares são aquelas realizadas pelo aluno, vinculadas a sua formação no curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação, visando a complementação dos conteúdos ministrados e a atualização permanente do discente com os temas emergentes ligados à Ciência da Informação. Conforme Pareceres CNE/CES 492/2001, 1363/2001 e 8/2007 e Resolução CNE/CES 2/2007 do Ministério de Educação e Cultura, as Atividades Complementares são componentes curriculares obrigatórios e se caracterizam pelo conjunto de atividades de ensino, pesquisa e extensão que garantem ao aluno uma formação abrangente. (Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 2015, p. 03)

Lembrando que os alunos matriculados no curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da FESPSP até o ano de 2014, devem apresentar 120 horas de Atividades Complementares e os ingressantes a partir de 2015, devem apresentar carga horária de 100 horas. Para ambos os casos as horas devem ser desenvolvidas ao longo do período do curso, e seu cumprimento é indispensável para integralização curricular.

Uma importante novidade é que o novo regulamento contempla as horas exercidas como Mesário na eleições Municipais, Estaduais e/ou Federais.


Para ter acesso ao regulamento atualizado é só seguir o passo à passo abaixo:

Logue com sua matrícula e senha na área destinada aos alunos no site da FESPSP (Net Student);
Na aba "Meus recursos" procure "Manuais e Orientações";
Na parte inferior da página, intitulada "Documentos" procure pelo "Regulamento de Atividades Complementares" e pelo "Formulário - Atividades Complementares",indispensável ao registro e aceitação dos certificados e demais comprovantes.

Compartilhe a novidade e não esqueça... participar como voluntário da Monitoria Científica também vale como Atividade Complementar, mande seus relatos de visitas, PEC's, palestras (internas e externas) para o e-mail monitorcientificofabci@gmail.com.

Coluna Música e Livros por Bruno Carvalho



Música e Livros é uma coluna escrita por Bruno Carvalho, ex-aluno de Biblioteconomia da FESPSP, que fala a respeito de bandas e o que elas leem, mostrando que música e livros tem tudo a ver!
Este mês Bruno entrevista Drenna, vocalista da banda que leva seu nome.

Quando começou a se interessar por música? Quando a banda começou? Fale um pouco sobre a história da banda, da origem do nome quem são as integrantes, etc...

(Da esquerda para a direita) Junior Macedo,
Bruno Moraes, Milton Carlos e Drenna
Desde pequena, sempre me interessei muito por música, gostava de ficar ouvindo música o dia inteiro, até um dia que ganhei meu primeiro violão e então me apaixonei pelo mundo da música.

A banda começou realmente em meados de 2009 quando resolvemos entrar de cabeça na proposta e começamos a gravar o nosso primeiro álbum. Mas antes chegamos a fazer alguns eventos esporádicos com o nome provisório “Projeto Drenna”. No início de 2010 lançamos nosso disco que foi gravado no Estúdio Observatório de Ecos. Foi quando íamos fechar a arte da capa desse disco, que decidimos mudar o nome de Projeto Drenna para Drenna. Depois de muita estrada, e muito aprendizado, resolvemos entrar em estúdio novamente em 2013 e lançamos nosso EP em 2014 intitulado como “Verdades”. Estamos focados em fazer mais e mais músicas, pois, entraremos em estúdio novamente esse ano.

Na banda nós temos: Junior Macedo na guitarra, Bruno Moraes no baixo, Milton Carlos na bateria e eu (Drenna) na guitarra e nos vocais.


Tem alguma música sua que fala de algum livro? Ou alguma música que tem trechos de livros?
Recentemente fiz uma música em parceria com a Roberta Dittz da banda 
Canto Cegoque foi inspirada em um livro chamado: Vidas Secas do 
Graciliano Ramos.

Essa música conta a história de pessoas que vieram do interior para a cidade grande em busca da realização de seus sonhos e em busca de uma vida mais digna, mas estas acabam se perdendo na rotina do dia a dia.


Qual livro está lendo atualmente?

Atualmente estou lendo a biografia do grande guitarrista Eric Clapton. Uma inspiração para quem gosta de música.


Fale um pouco da cena de rock no Rio de Janeiro, Baixada Fluminense atualmente...

Estamos vivendo algo novo por aqui. A um tempo atrás existia uma grande concorrência entra as bandas, a cena do Rio estava totalmente apagada, nada acontecia. Em meados de 2013 começamos a fazer um evento na Lapa chamado Engaja Rock que visava abrir espaço para bandas autorais, nós fazíamos uma abertura e depois entrava uma banda convidada. Nesse mesmo período outras bandas estavam fazendo seus próprios eventos, afim de melhorar o cenário. Foi então que o produtor Felipe Rodarte (Toca do Bandido) resolveu reunir essa galera para dar uma engrossada no caldo e incentivou que uma banda começasse a ajudar a outra e a dar suporte. Hoje em dia, posso te dizer, existe de fato uma cena no RJ, ela está viva e pulsante. A cada dia que passa, tem cada vez mais bandas de qualidade surgindo e lugares que não era permitido música autoral estão tendo essa abertura. Há muita coisa para conquistar, mas já demos grandiosos passos.


Como foi tocar no Festival Roque e Pense?

Foi incrível! A organização do evento deu um show. As bandas eram ótimas, a estrutura perfeita. E o local escolhido não podia ter sido melhor. O público fortaleceu, mesmo em baixo de chuva. Para mim tinha que ter um festival como esse todo mês.


Como está a agenda de shows? Vão tocar em outros Estados?

Maio está uma loucura. Fomos selecionados pra tocar no Rio Banda Fest que será no dia 02 no Aterro do Flamengo (RJ), dia 08 e dia 09 faremos nosso primeiro show internacional em Puerto Iguazú (Argentina), dia 13 tocaremos na Exposição da rádio Fluminense a Maldita 3.0 que será no Teatro popular Oscar Niemeyer em Niterói (RJ), dia 15 vamos estar em Porciúncula (RJ), dia 16 em Paracambi (RJ), dia 21 no Durangos (RJ), dia 22 em Chiador (MG), dia 23 em Barra de São Francisco (ES), dia 29 na Arena Jovelina Pérola Negra na Pavuna (RJ), dia 30 em Itaboraí (RJ) e dia 31 em Além Paraíba (MG)!

Fique à vontade para deixar uma mensagem aos leitores do blog, indicar livros, falar sobre a banda...

Primeiramente quero agradecer a vocês do blog Monitoria pela a oportunidade de estar mostrando um pouco mais do nosso trabalho. E convido a todos a entrar no nosso site, ouvir nossas músicas e ir a um de nossos shows.

www.drenna.com.br

Conheça, compartilhe e apoie a cena, ela está viva e espera por você.  #Acenavive

Coluna: Onde estão os Bibliotecários? Por Grazielli de Moraes

Aos amantes da biblioteca escolar, esse mês trago uma entrevista pra lá de especial com a Tauany Clemente Pazini, 25 anos, amante da biblioteconomia, formada em 2010 e pós-graduada em Arquitetura da Informação. 

Tauany Clemente Pazini

Sua escolha por essa pós-graduação foi por acreditar que o bibliotecário precisa estar constantemente atualizado e “... aprender a lidar com o mundo digital, buscando unir seu ambiente físico com informações digitais da melhor forma possível...”.

Atualmente trabalha como bibliotecária do Colégio Santa Maria, local onde gerencia duas unidades de biblioteca (Biblioteca Infantil – Jardim ao 2º ano / Biblioteca Central – 3º ano ao ensino médio). Para melhor entendimento do processo de gestão dela, resolvi colocar uma explicação da mesma aqui para vocês:

“... administro o funcionamento do espaço e os funcionários que nele trabalham. Além da parte técnica – catalogação, classificação, indexação - cuido dos orçamentos da biblioteca no que diz respeito à compra de livros, periódicos, multimídias, pagamento das mensalidades do software, compra de materiais para uso na biblioteca, etc. Atendo editoras e faço a comunicação delas com os professores, divulgando novidades e indicando livros interessantes para serem adotados ou utilizados em sala. Realizo o planejamento de atividades.”

Além das atividades desenvolvidas por ela, a biblioteca realiza: contação de histórias e várias outras atividades aos usuários.

“É importante ressaltar, que o trabalho do bibliotecário dentro de um colégio vai além da função técnica, é necessário que se tenha um olhar pedagógico quanto aos serviços oferecidos, que se integre dos planejamentos de aulas dos professores e que haja comunicação da biblioteca com os orientadores pedagógicos, oferecendo assim, o melhor suporte aos estudantes no que diz respeito à pesquisa, indicações literárias e o atendimento em geral.”

Para a bibliotecária, a FESPSP proporcionou contato com excelentes e renomados profissionais da área e de áreas afins, participação em palestras, eventos e atividades da área, além de empregos excelentes.

“... até hoje me mantenho informada sobre o que acontece na FESPSP e o que temos de novidades na área. Além disso, tenho grande alegria em ter meu TCC “Saraus na periferia da cidade de São Paulo: práticas de ação cultural” indicado como bibliografia complementar de uma das disciplinas da FESPSP.”

Além disso, a mesma acredita piamente na necessidade de a área se unir ainda mais às ferramentas tecnológicas, por conta da mudança do perfil dos usuários de nosso “trabalho”. Afinal, através dessas novas ferramentas é possível aproximar ainda mais o usuário das bibliotecas (tanto fisicamente quanto online), um exemplo é o uso das redes sociais, para questões de divulgação dos “produtos e serviços” da biblioteca.

Por fim, Tauany deixa uma mensagem não só aos novos integrantes da área, como para todos os bibliotecários.

“A biblioteconomia é uma área incrível que pode agradar à todos os perfis, os ambientes para se trabalhar são os mais diversificados possíveis. Dessa forma, se dediquem, estudem, se atualizem e procurem estagiar em áreas diferentes para que possam encontrar o ambiente de trabalho que mais lhe agradem e lhe tragam satisfação profissional... bibliotecários... tenham mais amor ao que é feito, se imponham mais, apresentem novos projetos dentro da instituição onde trabalha, valorize o nosso trabalho e nossa importância, só assim, é possível esperar valorização por parte do mercado de trabalho em geral...”.

A matéria foi elaborada pela ex-aluna e Bibliotecária Grazieli de Moraes.

domingo, maio 03, 2015

Os melhores trabalhos temáticos de 2014

Já estão disponíveis para consulta os melhores trabalho temáticos de 2014, elaborados pelos alunos do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da FESPSP.

Se você não é da FESPSP deve estar se perguntando o que é o "trabalho temático"...

É um trabalho elaborado no 1º ano do curso, coordenado (na FaBCI) pelo prof. Ivan Russeff que tem por objetivos apresentar um livro de literatura brasileira à comunidade acadêmica e propor ensaios sobre temas diversos relacionados à obra, aguçando o senso crítico do aluno e desenvolvendo as habilidades de pesquisa e escrita acadêmica.

No primeiro semestre a obra discutida foi  “A Festa” de Ivan Ângelo

Com destaque para os trabalhos:

A mulher e o machismo na década de 1970 sob o olhar de Ivan Ângelo no livro “A Festa”
Autoras: Ana Gusmão de Lima e Mariana Braz Antonov

Apontamentos para o uso do romance “A Festa” de Ivan Ângelo, como documento histórico
Autor: Daniel Lima Monfrini

Dialogismo, polifonia e intertextualidade como recursos estilísticos em A festa, de Ivan Ângelo
Autor: Hélio Rosa de Miranda

A temática do retirante em 'A Festa', de Ivan Angelo
Autoras: Jaqueline Alves Batalha e Raquel Braga Rosa



No segundo semestre a obra discutida foi “Triste fim de Policarpo Quaresma” de Lima Barreto

Os destaques do semestre foram:

O triste fim do acesso à informação
Autores: Alisson de Castro e Carolina Rodrigues Pereira

A prática da leitura como forma de aquisição de informação e conhecimento na obra Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto
Autora: Ágata Nelza Gomes de Souza

A loucura do personagem Policarpo Quaresma, de Lima Barreto
Autores: Fernanda Dias dos Santos e Sidinei Damasceno Basil

Ismênia, Adelaide, Maricota, Olga...Quem são elas? Uma análise dos diferentes tipos de mulher na sociedade do final do século XIX
Autoras: Pamela Munhoz da Cunha Cassiano e Priscila dos Santos Louro Gomes

Lembrando que os trabalhos são analisados pelos professores da casa e que a decisão dos trabalhos que são suscetíveis à publicação se dá em reunião de professores.

A Monitoria Científica FaBCI quer parabenizar todos os alunos, por suas pesquisas e em especial ao discentes que tiveram seus trabalhos publicados.

Se você quer conferir os trabalhos publicados anteriormente confira o item "Trabalho Temático" neste link.

Publique seu artigo sobre gestão pública no século XXI

A Revista do Serviço Público (RSP), editada pela Escola Nacional de Administração Pública, está com seleção aberta até o dia 20/05 para o envio de artigo, revisões de literatura ou ensaios que se refiram à "Gestão pública no século XXI".

A revista trabalha com três eixos temáticos: Estado e Sociedade, Políticas Públicas, e Gestão Pública.

Os materiais podem ser enviados em português, inglês ou espanhol. Não deixe de conferir aqui as normas de publicação da revista.



As dúvidas e materiais podem ser enviados para Flavio Pereira, Editor Executivo da RSP através do email editora@enap.gov.br ou (61) 2020-3152.

Publique um artigo internacionalmente

A Revista Onis Ciência, de Braga (Portugal) é um periódico especializado em ciências sociais, com publicação quadrimensal. Os editores estão à procura de material para publicação, e é uma excelente oportunidade de publicar um artigo internacionalmente em língua portuguesa.

A área de ciências sociais estuda o comportamento humano, as relações de indivíduos e grupos de pessoas e por este motivo compreende as estudos de Administração e Gestão, Antropologia, Arqueologia, Biblioteconomia, Ciência Política, Comunicação e Jornalismo, Contabilidade, Direito, Economia, Estatística, Filosofia, Geografia, História, Linguística, Marketing, Sociologia e Psicologia.

Podem ser enviados dossiês, artigos, ensaios, resenhas críticas, traduções e entrevistas.
Ficou interessado? 

Envie seu material para análise até o dia 20/05/2015 através do email revistaonisciencia@gmail.com.

Não deixe de conferir aqui as normas de publicação da revista, visto que os trabalhos fora do padrão não serão avaliados.

PEC - Como elaborar seu currículo Lattes

Conhece a Plataforma Lattes?

A plataforma foi criada pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento e Pesquisa) para dar suporte à pesquisa científica no Brasil, nele estão integrados os currículos de pesquisadores, os grupos e instituições que desenvolvem pesquisas nas áreas de Ciência e Tecnologia no país. 

A criação do Lattes é o primeiro passo para o desenvolvimento de uma vida acadêmica e para os alunos que pretendem ingressar com projetos de iniciação científica é indispensável.

No dia 09/05 (sábado) será realizado um PEC - Programa de Enriquecimento Curricular, com a bibliotecária da SP Escola de TeatroRoberta Gravina. Formada pela FESPSP em 2011, Roberta possui experiência com acervos de arte e gestão da informação. É gestora administrativa da Metodológica Gestão da Informação e membro do conselho da ABRAINFO - Associação Brasileira de Profissionais da Informação. O objetivo deste PEC é auxiliar os alunos na elaboração do currículo Lattes, sanando as possíveis dúvidas.

Anote na agenda para não perder:

Data: 09/05/2015
Horário: 09h às 11h
Local: Laboratório de informática da FESPSP (9º andar)